sexta-feira, 26 de julho de 2013

COMO OBTER AQUILO QUE SE DESEJA


Vamos falar das nossas três colunas, ou as três energias-inteligência na lâmpada. A da esquerda é receber. A da direita é dar. E qual a força do meio? É a restrição — o poder de resistir ao fluxo imediato de energia que vai do mais para o menos. É por aí que se revela a Luz.

De acordo com a Cabala, o único caminho para a satisfação é ser parte deste sistema de três colunas, no qual você tem uma oportunidade de transformar seu Desejo de Receber Somente para Si Mesmo a atração gravitacional do “eu, eu, eu” — em Desejo de Receber com a Intenção de Compartilhar.

As leis do universo são simples. Toda vez que você recebe energia somente para si mesmo — toda vez que gananciosamente obtém energia sem aplicar restrição, sem dominar seu Desejo de Receber, sem dar algo em troca —, você recebe o Pão da Vergonha.

 Você receberá a energia e ela lhe dará satisfação por um momento, criando a sensação que deseja — mas depois vem o curto-circuito e, em vez de alegria, terá negatividade e caos na sua vida.

Esta é uma lei básica da natureza, assim como a lei da gravidade. Este mundo foi projetado para que compartilhemos tudo que recebemos. BilI Cates e sua mulher, por exemplo, colocaram este compartilhar em ação em larga escala estabelecendo uma fundação filantrópica para distribuir sua grande riqueza, em escala menor criando um lar e tendo filhos.

Em termos cabalísticos, fazer restrição significa receber com a intenção de compartilhar com outros e não somente para si mesmo. E ser espiritual significa estar ali para outros seres humanos quando eles precisam de você. Você está pronto para sair de sua zona de conforto para ajudá-los. É então que a Luz do Criador pode fluir através de você e criar milagres na sua vida.

O que isto significa em termos práticos, do dia-a-dia?
“Quero alguma coisa, então primeiro tenho que dar.”
“Quero que me ouçam, então preciso ouvir os outros.”
“Quero ser respeitado, então preciso respeitar.”
“Quero ser amado, então preciso dar amor.”

Quando você se preocupa somente consigo mesmo, o Criador não pode entrar. Afinal, você já tem quem cuide de você. É somente quando você se preocupa com os outros que o Criador enxerga as suas necessidades.

No Mundo Infinito, o Receptor original tinha tudo, exceto a oportunidade de fazer por merecer a Luz que recebia. Estava atolado no Pão da Vergonha, e por isso, como o filamento da lâmpada descrito anteriormente, ele resistiu ao fluxo de Luz e recuou.

Ele disse para a Força da Luz do Criador: “Pare. Não quero mais nada até que eu possa dar alguma coisa de volta.”

Quando você é proativo — quando repele e resiste ao Desejo de Receber Somente para Si Mesmo —, imita este processo da criação.

Mas podem acontecer determinadas situações na vida que colocam você sob pressão, levando-o a dizer: “Ah, é assim? E eu, como é que fico?” No momento em que você começa a se sentir no direito de alguma coisa, deixa de ser a causa, deixa de ser parte da Luz e passa a ser reativo a ela — um efeito.

Pense na sua vida. Quando você cede à gratificação instantânea e ao egoísmo, quando deixa de se esforçar, quando não liga o motor de arranque, ou não assume responsabilidade;

 quando simplesmente segue sua tendência natural e seus desejos imediatos, quando você tem preguiça ou procrastina — neste momento está agindo como a Luz?

 É óbvio que não. Em momentos assim, na Cabala, diríamos que você está desconectado da Luz. Você está agindo a partir do Desejo de Receber Somente para Si Mesmo — o centro de tudo é o “eu, eu, eu”.
O que isto traz para sua vida? Caos e escuridão.

O propósito deste mundo físico é o de retirá-lo do sistema das duas colunas de dar e receber e, através do livre-arbítrio, criar a terceira coluna.

Esta terceira coluna representa a idéia de ser proativo e não é física. É uma questão de consciência. É como o filamento — a resistência. Sua consciência ajuda a determinar quanta Luz seu Receptor pode receber.


Se sua consciência estiver voltada para o “eu, eu, eu”, sua capacidade de receber a Luz, seu Receptor, será bem pequena. Só cabe um. Mas se você pensar no bem-estar de todo o planeta, imagine o tamanho que seu Receptor pode ter. Este tipo de consciência é transformador. Cura as pessoas e lhes permite que sintam verdadeira plenitude.

Um comentário: